O que é mucosite?

É uma inflamação da gengiva ao redor de implantes que se caracteriza por sangramento gengival e pode ser observado durante a escovação ou enquanto usa-se qualquer dispositivo de limpeza dos dentes. Tem características semelhantes às da gengivite, sendo que a gengiva também pode ficar com inchaço ou descolada do implante.  A cor pode modificar de rosa para um tom mais avermelhado. Não apresenta dor. Muitas vezes, o mau hálito ou gosto ruim na boca podem ser observados. Portanto, fique atento: a gengiva ao redor do implante inflama tanto quanto a gengiva ao redor dos dentes!

O que causa a mucosite?

A presença de um biofilme de bactérias que coloniza a junção entre o implante  e a gengiva, capaz de provocar uma reação inflamatória  pela liberação de substâncias que agem como irritantes. Assim, todo paciente portador de implantes precisa ter cuidados bastante meticulosos com a higiene bucal, tanto ou mais do que se tem ao redor dos dentes.

Como prevenir a mucosite?

A melhor forma de prevenção é manter uma rigorosa remoção diária do biofilme, que envolve o uso de pasta de dente, escova, fio dental ou escova para limpeza entre os dentes. Caso tenha dúvidas sobre a melhor forma para limpar a região ao redor dos implantes, peça informações ao seu dentista. Vale lembrar que os implantes necessitam de cuidados semelhantes aos dentes.

Como tratar a mucosite?

O tratamento envolve a remoção profissional do biofilme bacteriano da superfície do implante próxima a margem gengival. Como os implantes também acumulam tártaro, é preciso ter cuidados higiênicos. Uma vez que o implante fique livre de biofilme, a manutenção desse padrão de limpeza por um período de 10 a 20 dias vai permitir que a mucosa cicatrize. A remoção diária do biofilme, muitas vezes, pode ser auxiliada pelo uso de medicamentos na forma de bochechos que complementam a escovação. A cicatrização é observada quando não houver mais sangramento da mucosa durante a escovação ou quando a avaliação profissional dessa região indicar a cura.

Conclusão

Manter a saúde da boca é primordial, inclusive para manter a saúde em outras partes do organismo. Isso deve ser feito com hábitos saudáveis, não fumando, com exercícios físicos, visitas ao médico regulares e, no plano odontológico, principalmente com um bom controle da placa (biofilme), que inclui o uso da escova, do dentifrício, do fio dental ou da escova interdental e, complementarmente, do uso de bochechos com soluções anti-sépticas. A conjunção de todas essas práticas aliadas a visitas regulares ao dentista permitem saúde bucal, hálito agradável e qualidade de vida.

Fonte: UFRGS