Sanifill apresenta escova dental sustent√°vel

Marca lança produto com cabo reutilizável para diminuir descarte de materiais na natureza

O tema sustentabilidade est√° cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Pequenas a√ß√Ķes individuais, como reciclagem e redu√ß√£o no consumo de √°gua e energia, geram significativos resultados para garantir a preserva√ß√£o ambiental. Pensando nisso, Sanifill, tradicional marca brasileira de higiene oral, apresenta uma inova√ß√£o no mercado de escovas dentais: a Ecodent, escova sustent√°vel com cabo reutiliz√°vel.

Com uma proposta ecologicamente correta, Ecodent possibilita a troca da ‚Äúcabe√ßa‚ÄĚ da escova, parte onde est√£o localizadas as cerdas e que deve ser substitu√≠da, em m√©dia, a cada tr√™s meses. Desta forma, o cabo anat√īmico e emborrachado pode ser reutilizado, evitando o descarte desnecess√°rio de materiais na natureza. Outro diferencial do produto est√° em sua dupla fun√ß√£o: ao retirar a cabe√ßa de cerdas, o cabo da Ecodent se transforma em um raspador de l√≠ngua, que ajuda na remo√ß√£o das bact√©rias causadoras do mau h√°lito.

Segundo Vesper Trabulsi, Diretora de Marketing de Sanifill, o desenvolvimento da Ecodent est√° alinhado com as aspira√ß√Ķes dos consumidores que, cada vez mais conscientes da import√Ęncia de a√ß√Ķes sustent√°veis, priorizam o consumo de produtos que n√£o impactem o meio ambiente. ‚ÄúA nova escova dental n√£o ter√° um custo elevado por ser sustent√°vel. O pre√ßo ser√° menor se comparado ao valor gasto com a compra de tr√™s escovas separadamente. Sem contar o benef√≠cio que sua utiliza√ß√£o trar√° para o meio ambiente, com a efetiva redu√ß√£o do descarte dos cabos‚ÄĚ, finaliza.

A√ß√Ķes Sociais ‚Äď Higiene oral em escolas

Em parceria com o time de basquete Mogi das Cruzes, Sanifill ensinou a fazer a higiene bucal completa para mais de 500 crianças na Escola Municipal Guiomar Pinheiro Franco. A responsável por explicar e demonstrar foi a Dra. Carolina Oliveira. Também foram distribuídos kits com escova e gel dental.

A marca de oral care da Hypermarcas continuar√° fazendo esta a√ß√£o em outras escolas p√ļblicas em parceria com o Mogi das Cruzes/Sanifill.

A odontologia estética

Por muitos anos, o dentista foi associado a uma imagem de dor e sofrimento. Este quadro mudou muito nas √ļltimas d√©cadas, tanto pelo fato da odontologia ter se tornado mais focada em preven√ß√£o e menos curativa, com pol√≠ticas sociais mais eficientes, bem como as faculdades ensinando terapias restauradoras mais conservadoras. Uma das principais mudan√ßas foi o apelo est√©tico da popula√ß√£o brasileira cada vez mais forte.

A ortodontia foi a primeira especialidade notada pelo p√ļblico em geral, com o forte apelo est√©tico do ‚Äúsorriso perfeito‚ÄĚ. Hoje, independente da classe social, √© comum vermos crian√ßas, adolescentes e mesmo adultos utilizando aparelhos ortod√īnticos. Mas a odontologia restauradora tamb√©m mudou muito. O am√°lgama de prata, famosa pelos termos ‚Äúrestaura√ß√£o escura‚ÄĚ, ‚Äúrestaura√ß√£o met√°lica‚ÄĚ, ou erroneamente ‚Äúrestaura√ß√£o de chumbo‚ÄĚ, foi sendo substitu√≠da por restaura√ß√Ķes de resina composta e pelas cer√Ęmicas odontol√≥gicas.¬† Hoje, n√£o √© mais aceito pela maioria da popula√ß√£o o uso de metais em boca. Assim, a odontologia est√©tica atual n√£o √© s√≥ ortodontia, mas tamb√©m restaura√ß√Ķes est√©ticas.

Todas essas mudanças da odontologia geram uma série de perguntas que os pacientes tem constantemente trazido para nós nos consultórios. A seguir, listamos as mais comuns:

Qual √© a melhor idade para o uso de aparelhos ortod√īnticos?
Eles podem ser utilizados em crian√ßas, adolescentes e adultos, mas seu uso √© recomendado durante o crescimento. Nesta fase, principalmente logo antes da puberdade e adolesc√™ncia – onde temos o maior surto de crescimento -, √© o melhor momento para a ortodontia que pode ‚Äúorientar o posicionamento dental‚ÄĚ aproveitando a expans√£o das arcadas. J√° na fase adulta, a corre√ß√£o ortod√īntica √© demorada e dif√≠cil.

√Č poss√≠vel corrigir espa√ßos entre os dentes anteriores que atrapalham a est√©tica do sorriso sem aparelhos?
Depois de adulto, boa parte dos pacientes n√£o quer mais utilizar aparelhos ortod√īnticos. Primeiramente, √© importante citar que a ortodontia √©, na maioria das vezes, a primeira escolha, pois permite alinhar dos dentes sem necessidade de qualquer desgaste ou aumento de contorno dos dentes. Hoje temos no mercado v√°rios alinhadores dentais, que s√£o placas de acr√≠lico ou acetato que se encaixam nos dentes e permitem pequenos movimentos ortod√īnticos. Muitas vezes, eles s√£o suficientes para corrigir o sorriso do paciente. Por outro lado, a ortodontia n√£o consegue isoladamente corrigir o sorriso, pois o volume dos dentes √© insuficiente para preencher todos os espa√ßos, chamados tecnicamente de diastemas. Assim, a ortodontia se alia √† dent√≠stica: a especialidade da odontologia que cuida das restaura√ß√Ķes para aumentar o contorno dos dentes. Este recurso √© muito r√°pido, necessitando de uma ou poucas consultas, utilizando-se resina composta ou cer√Ęmicas.

Quais s√£o as vantagens e desvantagens de se utilizar resina composta ou cer√Ęmicas odontol√≥gicas?
Ambos s√£o materiais est√©ticos, ou seja, tem a cor da estrutura dental. As resinas compostas representam o material restaurador mais popular, utilizado por praticamente todos os profissionais. O dentista, com a arte de um escultor, reconstr√≥i a por√ß√£o destru√≠da de um dente ou contorna o mesmo com a massa de resina composta. Quando est√° no formato que se deseja, √© irradiada com uma luz azul bem forte, de um aparelho chamado fotopolimerizador. Sob a a√ß√£o desta luz, a resina composta polimeriza, ou seja, enrijece. J√° as cer√Ęmicas odontol√≥gicas, como qualquer cer√Ęmica, depois de esculpida deve sofrer coc√ß√£o em um forno em alta temperatura. Assim, todo trabalho cer√Ęmico √© feito em laborat√≥rio, n√£o podendo ser feito diretamente na boca. Desta forma, a principal vantagem das resinas compostas √© que permitem um trabalho imediato diretamente no dente do paciente, n√£o necessitando assim moldagem, nem uma fase laboratorial, o que requer mais consultas. O custo acaba sendo mais uma vantagem das resinas compostas, uma vez que temos menos consultas e os honor√°rios somente do cirurgi√£o dentista, e n√£o tamb√©m do t√©cnico de pr√≥tese dental. J√° as principais vantagens das cer√Ęmicas s√£o sua cor perene, diferente das resinas compostas que com o passar do tempo tendem a se alterar; a textura superficial e brilho t√™m durabilidade maior, o que garante um trabalho est√©tico mais refinado e duradouro.

O que são facetas estéticas?
S√£o l√Ęminas que imitam a face do dente voltada para os l√°bios, sendo coladas nesta superf√≠cie do mesmo. As l√Ęminas est√©ticas podem proporcionar mudan√ßa de cor, forma e tamanho dos dentes, bem como mascarar espa√ßos entre eles, os diastemas. As facetas podem ser confeccionadas diretamente sobre o dente com o uso de resina composta, bem como o dente pode ser moldado e a faceta ser feita em laborat√≥rio, tanto de resina composta, quanto de cer√Ęmica. H√° dois tipos de facetas, as convencionais, que h√° um desgaste de at√© 1,8 mm de espessura da face externa do dente; como facetas ‚Äúlente de contato‚ÄĚ, feitas com cer√Ęmica numa espessura muito fina de at√© 0,1mm de espessura. A indica√ß√£o de um ou outro material, bem como o tipo de faceta, dependem de uma s√©rie de detalhes que um cirurgi√£o dentista qualificado pode discutir com o paciente.

As restaura√ß√Ķes est√©ticas podem ser utilizadas em dentes posteriores?
Sim, tanto as resinas compostas, como as cer√Ęmicas podem ser utilizadas inclusive em dentes molares. Mas como qualquer material, temos diferentes qualidades de resinas compostas e cer√Ęmicas. Assim, √© importante procurar um cirurgi√£o dentista com conhecimento sobre os materiais que saiba selecionar e executar a melhor restaura√ß√£o em um dente posterior.

Restaura√ß√Ķes est√©ticas s√£o para toda a vida?
Claro que n√£o! Como todo material, h√° uma vida √ļtil. Costumamos dizer que, se o dente tem estrutura para durar a vida toda, se mal cuidado n√£o dura, por que uma restaura√ß√£o cer√Ęmica ou de resina composta h√° de durar? As restaura√ß√Ķes cer√Ęmicas tem uma vida √ļtil em torno de 15 anos, quanto uma resina composta de oito ou mais anos, obviamente bem executadas por um profissional competente e bem cuidadas por um paciente que tenha uma boa higieniza√ß√£o e que frequente o cirurgi√£o dentista no m√≠nimo anualmente. Para pacientes que tenham trabalhos cer√Ęmicos na boca, √© importante que seja feito um ajuste de mordida anual destas restaura√ß√Ķes, pois elas tendem a se desgastarem menos que o dentes antagonistas, com quem mordem, gerando assim uma situa√ß√£o de estresse mastigat√≥rio, o que pode levar √† fratura da restaura√ß√£o cer√Ęmica.

Sorrisos restaurados s√£o artificiais?
Um trabalho, tanto em resina composta, quanto em cer√Ęmica, podem ser maravilhosos, desde que bem executados por um dentista e/ou um t√©cnico de laborat√≥rio capacitados. A dica √© pedir para que o profissional mostre casos realizados para se ter uma¬†ideia¬†de resultados. Outro requisito fundamental √©, antes de contratar o profissional, certifique-se de sua forma√ß√£o e especializa√ß√£o. Isso pode ser feito mesmo via site do Conselho Regional de Odontologia, que normalmente √© identificado pela sigla CRO, acompanhada das duas letras que identificam o estado. Como por exemplo para checar o registro de um cirurgi√£o dentista no Estado de S√£o Paulo, entre no site do CROSP.

√Č poss√≠vel clarear os dentes?
Sim, existem v√°rias t√©cnicas de clareamento dental, algumas executadas no consult√≥rio, outras executadas em casa, com o uso de placas de pl√°stico transparente que mant√©m o gel clareador em contato com os dentes. Estas t√©cnicas de aplica√ß√£o em casa, embora bem simples, s√£o at√© mais eficientes que as realizadas em consult√≥rio, inclusive normalmente menos onerosas. √Č importante salientar que, diferente de outros procedimentos odontol√≥gicos, o cirurgi√£o dentista vende um procedimento de clareamento dental, mas ele n√£o vende resultados, pois n√£o tem como os garantir. Assim, mesmo um clareamento dental realizado dentro de um protocolo seguro e eficiente, pode n√£o atingir os resultados esperados pelo paciente.¬† Desta forma, o cirurgi√£o dentista n√£o tem como garantir que os dentes de um paciente clareiem o que ele deseja, mas pode oferecer a melhor t√©cnica para tal.

Clareamento faz mal para o dente?
Clareamento √© o tratamento dent√°rio mais conservador. Desde que o uso do gel clareador seja orientado por um cirurgi√£o dentista, √© bastante seguro. N√£o h√° qualquer altera√ß√£o mais significativa na estrutura do dente, mas o seu uso exagerado, principalmente no clareamento de consult√≥rio, h√° risco maior para a polpa do dente, que pode ter um processo de envelhecimento acelerado. √Č importante que a dor seja vista como um sinal de alerta, evitando¬†exageros¬† Mas, reiterando, o mais importante √© ter a orienta√ß√£o sempre de um cirurgi√£o dentista.

Prof. Dr. Carlos Francci
Livre Docente do Depto. De Materiais Dent√°rios
Faculdade de Odontologia da Universidade de S√£o Paulo
francci@usp.br

Sa√ļde bucal da gestante e do beb√™

Consultas odontol√≥gicas ainda n√£o fazem parte da rotina do pr√©-natal de grande parte das gestantes. Muitas vezes, mesmo que a consulta odontol√≥gica seja ofertada em programas p√ļblicos ou em servi√ßos privados, a gestante acaba n√£o realizando a mesma ou tem resist√™ncia √† consulta devido a mitos e cren√ßas populares difundidas dentro da pr√≥pria fam√≠lia ou por amigos e ainda em grande parte ao pr√≥prio medo de dentista.

A visita ao dentista durante o per√≠odo gestacional √© importante para prevenir, diagnosticar e tratar doen√ßas bucais que podem comprometer a sa√ļde da mulher e do seu beb√™. Para comprovar este fato, hoje existem v√°rios artigos mostrando a associa√ß√£o entre doen√ßa gengival da gestante e nascimento prematuro ou baixo peso ao nascer.

Alguns dos mitos que devem ser eliminados s√£o de que a gestante n√£o pode tomar anestesia ou se submeter a uma radiografia odontol√≥gica. O cirurgi√£o dentista √© capacitado para definir quais cuidados, procedimentos e o momento ideal para a realiza√ß√£o das interven√ß√Ķes odontol√≥gicas durante a gravidez. Portanto, a consulta odontol√≥gica pode ocorrer em qualquer momento da gesta√ß√£o.

Outra quest√£o importante a ser esclarecida √© a de que n√£o h√° perda de c√°lcio dos dentes da m√£e para ser incorporado na forma√ß√£o √≥ssea do seu beb√™. Os dentes n√£o se tornam mais fr√°geis durante a gravidez. O que pode facilitar o aparecimento de c√°ries neste per√≠odo √© a maior acidez em virtude de¬†enjoos¬†ou na maior freq√ľ√™ncia de consumo de alimentos pela gestante. Tamb√©m pode estar associado a defici√™ncias na qualidade da escova√ß√£o dent√°ria por parte da gestante. Estes fatores que aumentam o risco de c√°rie dent√°ria podem ser avaliados e corrigidos com a orienta√ß√£o do cirurgi√£o dentista.

O fato de n√£o procurar a avalia√ß√£o odontol√≥gica durante a gravidez pode levar a gestante, em situa√ß√Ķes de dor de dente aguda, a recorrer a auto-medica√ß√£o a√≠ sim podendo acarretar preju√≠zos a sua sa√ļde ou ao beb√™ em forma√ß√£o. Ap√≥s o nascimento, a primeira visita do beb√™ ao dentista deve ocorrer preferencialmente no primeiro ano de vida.

Esta visita √© importante n√£o somente para um exame bucal, mas tamb√©m pelas orienta√ß√Ķes que a m√£e ir√° receber de como e quando deve iniciar a limpeza da boca do seu beb√™ (a qual pode ser iniciada mesmo antes do nascimento dos primeiros dentes, fato que facilita a aceita√ß√£o da mesma ap√≥s o nascimento dos dentes). Informa√ß√Ķes sobre a import√Ęncia do aleitamento materno na forma√ß√£o dent√°ria e da face, a rela√ß√£o entre a sa√ļde bucal da m√£e (e do n√ļcleo familiar) e a futura sa√ļde bucal do beb√™. Deve ficar ciente que aumenta o risco de desenvolvimento de c√°rie dent√°ria devido √† introdu√ß√£o precoce do a√ß√ļcar na alimenta√ß√£o da crian√ßa, principalmente se este for adicionado ao conte√ļdo da mamadeira. E conhecer os danos que podem ser causados √† arcada dent√°ria pelos h√°bitos de suc√ß√£o da chupeta ou dedo.

Gestantes bem informadas e motivadas cuidam melhor de sua sa√ļde bucal e, provavelmente, cuidaram bem da sa√ļde bucal de seu beb√™.

Prof. Ms. Luís Fernando Medeiros
Professor Responsável pela Clínica de Bebês da Universidade da Região de Joinville (Univille-SC)

Referências Bibliográficas:

Codato LAB. Pr√©-natal odontol√≥gico e sa√ļde bucal: percep√ß√Ķes e representa√ß√Ķes de gestantes [disserta√ß√£o]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina; 2005.

Leal,NP Saude bucal da gestante; conhecimentos,pr√°ticas e representa√ß√Ķes do m√©dico, do dentista e da paciente (Disserta√ß√£o). Rio de Janeiro: Instituto Fernandes Figueira, Funda√ß√£o Oswaldo Cruz; 2006

Walter, L.R.F., Ferelle, A., Issao, M. (1996). Odontologia para o bebê. Porto Alegre: Artes Médicas.

O que é peri-implantite?

√Č uma doen√ßa da gengiva ao redor de implantes que leva √† perda √≥ssea. N√£o apresenta dor ou alguma caracter√≠stica que chame a aten√ß√£o. Somente nos est√°gios mais avan√ßados pode-se observar supura√ß√£o (pus) na uni√£o entre a gengiva e o implante. Diferente dos dentes com periodontite, os implantes raramente apresentam mobilidade por causa da peri-implantite. Quando isso ocorre, o implante j√° est√° perdido.¬† Muitas vezes, a mucosa tem um aspecto saud√°vel sem estar inchada ou avermelhada. Se a causa das perdas dent√°rias foi a periodontite, √© importante ficar alerta, pois o risco de ter peri-implantite √© maior.

O que causa a peri-implantite?

A peri-implantite, semelhantemente às periodontites, acontece quando a placa supragengival é deixada por um período de tempo na área adjacente ao implante, que desenvolve inicialmente mucosite. Após esse biofilme alojar-se na área abaixo da gengiva (subgengival), desencadeando um processo inflamatório que terminará com reabsorção do osso, poderá gerar a perda do implante. Também não se pode deixar de lembrar que o fumo é um fator muito importante para a ocorrência de peri-implantite. Os problemas sistêmicos, como o diabetes, também podem facilitar o desenvolvimento das peri-implantites.

Como prevenir a peri-implantite?

A preven√ß√£o √© realizada com pr√°ticas saud√°veis. Assim, limpar a √°rea dos implantes diariamente com escova dental, dentifr√≠cio, fio dental ou escova interdental, assim como, eventualmente complementar com bochecho de solu√ß√Ķes antiss√©pticas √© fundamental. Al√©m disso, n√£o fumar e visitar o dentista regularmente. (Sim, o dentista √© um dos maiores respons√°veis por prevenir as peri-implantites, uma vez que limpa a √°rea entre o implante e a mucosa, diminuindo a agress√£o do biofilme bacteriano).

Como tratar a peri-implantite?

As peri-implantites t√™m tratamento. Entretanto, as consequ√™ncias da sua presen√ßa, muitas vezes, envolvem a retra√ß√£o da √°rea com exposi√ß√£o do implante. Diferentemente das periodontites, o tratamento das peri-implantites parece ser mais exitoso quando se realiza com aux√≠lio de cirurgia, assim como com o uso coadjuvante de antimicrobianos, inclusive, muitas vezes de antibi√≥ticos. A manuten√ß√£o posterior √© fundamental para a que a sa√ļde da boca perdure.

Conclus√£o

Manter a sa√ļde da boca √© primordial, inclusive para manter a sa√ļde em outras partes do organismo. Isso deve ser feito com h√°bitos saud√°veis, n√£o fumando, com exerc√≠cios f√≠sicos, visitas ao m√©dico regulares e, no plano odontol√≥gico, principalmente com um bom controle da placa (biofilme), que inclui o uso da escova, do dentifr√≠cio, do fio dental ou da escova interdental e, complementarmente, do uso de bochechos com solu√ß√Ķes anti-s√©pticas. A conjun√ß√£o de todas essas pr√°ticas aliadas a visitas regulares ao dentista permitem sa√ļde bucal, h√°lito agrad√°vel e qualidade de vida.

Fonte: UFRGS

O que é mucosite?

√Č uma inflama√ß√£o da gengiva ao redor de implantes que se caracteriza por sangramento gengival e pode ser observado durante a escova√ß√£o ou enquanto usa-se qualquer dispositivo de limpeza dos dentes. Tem caracter√≠sticas semelhantes √†s da gengivite, sendo que a gengiva tamb√©m pode ficar com incha√ßo ou descolada do implante.¬† A cor pode modificar de rosa para um tom mais avermelhado. N√£o apresenta dor. Muitas vezes, o mau h√°lito ou gosto ruim na boca podem ser observados. Portanto, fique atento: a gengiva ao redor do implante inflama tanto quanto a gengiva ao redor dos dentes!

O que causa a mucosite?

A presen√ßa de um biofilme de bact√©rias que coloniza a jun√ß√£o entre o implante¬† e a gengiva, capaz de provocar uma rea√ß√£o inflamat√≥ria¬† pela libera√ß√£o de subst√Ęncias que agem como irritantes. Assim, todo paciente portador de implantes precisa ter cuidados bastante meticulosos com a higiene bucal, tanto ou mais do que se tem ao redor dos dentes.

Como prevenir a mucosite?

A melhor forma de preven√ß√£o √© manter uma rigorosa remo√ß√£o di√°ria do biofilme, que envolve o uso de pasta de dente, escova, fio dental ou escova para limpeza entre os dentes. Caso tenha d√ļvidas sobre a melhor forma para limpar a regi√£o ao redor dos implantes, pe√ßa informa√ß√Ķes ao seu dentista. Vale lembrar que os implantes necessitam de cuidados semelhantes aos dentes.

Como tratar a mucosite?

O tratamento envolve a remoção profissional do biofilme bacteriano da superfície do implante próxima a margem gengival. Como os implantes também acumulam tártaro, é preciso ter cuidados higiênicos. Uma vez que o implante fique livre de biofilme, a manutenção desse padrão de limpeza por um período de 10 a 20 dias vai permitir que a mucosa cicatrize. A remoção diária do biofilme, muitas vezes, pode ser auxiliada pelo uso de medicamentos na forma de bochechos que complementam a escovação. A cicatrização é observada quando não houver mais sangramento da mucosa durante a escovação ou quando a avaliação profissional dessa região indicar a cura.

Conclus√£o

Manter a sa√ļde da boca √© primordial, inclusive para manter a sa√ļde em outras partes do organismo. Isso deve ser feito com h√°bitos saud√°veis, n√£o fumando, com exerc√≠cios f√≠sicos, visitas ao m√©dico regulares e, no plano odontol√≥gico, principalmente com um bom controle da placa (biofilme), que inclui o uso da escova, do dentifr√≠cio, do fio dental ou da escova interdental e, complementarmente, do uso de bochechos com solu√ß√Ķes anti-s√©pticas. A conjun√ß√£o de todas essas pr√°ticas aliadas a visitas regulares ao dentista permitem sa√ļde bucal, h√°lito agrad√°vel e qualidade de vida.

Fonte: UFRGS

O que é periodontite?

√Č uma doen√ßa da gengiva que envolve perda das estruturas que suportam os dentes, especialmente o osso. N√£o apresenta dor ou caracter√≠sticas que chamem aten√ß√£o. Somente nos est√°gios mais avan√ßados, pode-se observar mobilidade dent√°ria e, em algumas situa√ß√Ķes, recess√£o gengival. Assim, parece que¬†os dentes est√£o ficando maiores. Muitas vezes, a gengiva tem um aspecto saud√°vel, sem estar inchada ou avermelhada. Importante: se a sua gengiva apresenta sangramento ou sangrou em algum momento, √© interessante uma avalia√ß√£o minuciosa para determinar se existe alguma perda de suporte √≥sseo. Consulte um dentista.

O que causa a periodontite?

A periodontite é causada pelo biofilme bacteriano Рou placa bacteriana Рlocalizado abaixo da margem gengival, subgengivalmente. O biofilme que alcança a área subgengival  não pode ser removido com os métodos caseiros de controle do biofilme. Assim, a periodontite também relaciona-se com os hábitos de higiene bucal. Contudo, hoje em dia, sabe-se que outros fatores, especialmente o fumo e a diabetes agravam a periodontite.

Como prevenir a periodontite?

A melhor forma de prevenir a periodontite √© manter um alto padr√£o di√°rio de remo√ß√£o do biofilme bacteriano ou placa dental. Todo o biofilme que n√£o for removido com a limpeza di√°ria (e fique na superf√≠cie do dente) pode migrar para baixo da gengiva. Quando isso acontece, a periodontite pode se estabelecer iniciando a perda √≥ssea. Lembre-se tamb√©m que manter h√°bitos de vida saud√°vel, fazer check-ups m√©dicos regulares e n√£o fumar auxiliam na manuten√ß√£o da sa√ļde da boca.

Como tratar a periodontite?

O tratamento é feito com raspagem e alisamento da raiz com o objetivo de remover o biofilme bacteriano que está nessa superfície. Assim que a superfície estiver livre de bactérias, a gengiva voltará a se aderir à raiz, parando o processo de perda óssea. O suporte do dente que foi perdido não se recupera, mas o objetivo do tratamento é evitar perda óssea adicional, o que pode acarretar a queda do dente. Antigamente, achava-se que para tratar uma periodontite era obrigatório fazer uma cirurgia. Hoje, sabe-se que as cirurgias são necessárias somente em alguns casos. O mais importante é manter o padrão de higiene bucal diariamente.

Conclus√£o

Manter a sa√ļde da boca √© primordial, inclusive para manter a sa√ļde em outras partes do organismo. Isso deve ser feito com h√°bitos saud√°veis, n√£o fumando, com exerc√≠cios f√≠sicos, visitas ao m√©dico regulares e, no plano odontol√≥gico, principalmente com um bom controle da placa (biofilme), que inclui o uso da escova, do dentifr√≠cio, do fio dental ou da escova interdental e, complementarmente, do uso de bochechos com solu√ß√Ķes anti-s√©pticas. A conjun√ß√£o de todas essas pr√°ticas aliadas a visitas regulares ao dentista permitem sa√ļde bucal, h√°lito agrad√°vel e qualidade de vida.

Fonte: UFRGS

Not√≠cia n¬ļ01

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam cursus turpis at lorem feugiat quis vehicula sem tincidunt. Ut gravida placerat ipsum, luctus feugiat tortor cursus a. Aenean tempus mi et augue faucibus pretium. Sed sit amet ligula nisi. Praesent ac pellentesque dui. Vestibulum malesuada risus a orci dapibus fermentum. Etiam blandit faucibus massa, eu rutrum quam molestie vel. Quisque porta scelerisque luctus. Maecenas ac leo augue, sit amet blandit tortor.

Mauris sollicitudin laoreet commodo. Mauris volutpat nunc sit amet nulla elementum malesuada. Quisque viverra erat a nisi consectetur ultricies. Suspendisse volutpat nisi sit amet erat rutrum a tempor felis condimentum. Sed ac urna tellus, id tempor leo. Phasellus sollicitudin odio ut ante laoreet malesuada. Vestibulum condimentum est et tortor interdum pellentesque gravida eros aliquet. Curabitur venenatis sagittis enim, sed scelerisque eros tincidunt id. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Duis tempor sodales mauris, et vulputate elit pulvinar a. Suspendisse non enim ipsum. Integer blandit facilisis lacus ut ultrices. Donec tortor arcu, lacinia et pharetra ut, dignissim et urna.

A√ß√Ķes Sociais – Doutores das √Āguas

 

O projeto “Doutores das √Āguas” √© uma ONG formada por m√©dicos, dentistas, sanitaristas e equipe de apoio. Todos s√£o volunt√°rios.¬†Eles v√£o de barco atender a popula√ß√£o ribeirinha do Rio Amazonas, Bacia do Rio Madeira e Rio Negro.

Os ‚ÄúDoutores das √Āguas‚ÄĚ dividem suas fun√ß√Ķes e, assim, ajudam todas essas fam√≠lias

que lutam para sobreviver e contam apenas com os recursos extra√≠dos da terra. Grande parte dos atendidos √© analfabeta. Aos 15 anos, meninos e meninas tornam-se pais e chefes de fam√≠lia. Como diz a Dra. Sonia Martins,¬† uma das volunt√°rias da ONG, ¬†‚Äúo homem luta com o meio sem se importar em vencer, mas apenas viver”.

A Sanifill contribuiu com o projeto doando 800 kits dent√°rios.

Sanifill faz ação inédita para divulgar A Era do Gelo 4

Continuando nos esportes, Sanifill fez uma parceria com a equipe Neo Química Vogel Motorsport, da Stock Car. Os logos da marca estão estampados no carro, no capacete do piloto Denis Navarro e nos boxes da equipe.

Um dos destaques da sexta etapa da Stock Car foi o carro de Denis Navarro. Adesivado com imagens dos personagens do novo filme de A Era do Gelo, é o primeiro veículo envelopado Рgeralmente muda-se apenas pequenos detalhes.